COMO FUNCIONA A HIPNOSE?

Você sabe como funciona a hipnose? Pois saiba que essa técnica passou a ser prática ainda no século 18, por meio do renomado médico alemão Franz Anton Mesmer, que defendia na época sua tese de doutorado na Universidade de Viena.

O médico tinha como proposta uma ideia um pouco diferente e surpreendeu muitas pessoas por conta de seus pensamentos e pesquisas – a atração gravitacional entre o planeta e demais corpos celestes poderia afetar a saúde das pessoas, agregando doenças de cunho mental.

Surpreendentemente essa tese foi aceita, e no ano de 1766 o médico recebeu seu diploma! Isso permitiu que ele fosse encorajado a acreditar em outras teses um tanto quanto absurdas!

Segundo ele, o corpo humano era repleto de magnetismo e caso houvesse um suposto desequilíbrio, poderia ocorrer pontos nocivos às pessoas. Para o tratamento, Mesmer orientava para que seus pacientes permanecessem sentados, enquanto ele olhava de maneira fixa para seus olhos. O médico exigia total concentração ou tateava braços e mão de seus pacientes. Técnicas até parecidas com a hipnose moderna que estamos habituados.

Como funciona a hipnose – das teorias de Mesmer à eficiência da técnica!

No ano de 1778, depois de um fracasso na tentativa de curar uma pianista cega, o médico foi expulso da Universidade e seguiu para Paris. Mas, acabou se tornando mais ousado do que nunca! Há relatos que dizem que o especialista circulava pelas ruas vestido com roupas na cor violeta e até mesmo carregar consigo um báculo (cajado) com um grande cristal na ponta !

Diante de tantos aspectos, e até mesmo boas doses de loucura, a hipnose chegou a ser amplamente proibida. Isso acabou transformando a técnica em atrações circenses e shows bem exagerados! A hipnose nessa época era difundida como “mesmerização”.

A hipnose (nome recebido em 1843) provavelmente passou a ser mais respeitada de fato pela ciência moderna no ano de 1997. Isso graças ao psiquiatra americano Henry Szechtman, que resolveu fazer um experimento com 8 voluntários.

Mas, somente foi possível ter boas respostas sobre a eficácia da hipnose com os experimentos do neurocientista Pierre Rainville, estudante da Universidade de Montreal.

Na época o especialista pediu que algumas pessoas colocassem suas mãos em tigelas de água fervente. Como todos estavam hipnotizados, não foram acometidos por nenhum sintoma de dor! Ao observar a mente desses voluntários, ele pôde constatar que o sistema límbico operava normalmente. Porém o neocortex simplesmente ignorava os sinais emitidos de dor!

Diante disso, ele percebeu que o nosso cérebro conseguia estabelecer um controle de comunicação entre o sistema límbico e o córtex! E é justamente por esse motivo que a hipnose possui efeitos de cunho tão profundo!

 

Mas como a hipnose atua nas pessoas?

Para saber como funciona a hipnose é importante salientar que uma pessoa hipnotizada não dorme simplesmente, e sim permanece totalmente consciente e sabendo da sua real condição.

O grande diferencial na verdade é que a nossa consciência passa a estabelecer menores reservas e referencias, ou seja, fica mais vulnerável às sugestões postas pelo hipnoterapeuta.

Por todos esses aspectos, a técnica pode ter grande apelo para tratamentos terapêuticos. Tanto que o Conselho Federal de Medicina já reconhece a hipnose como uma grande ferramenta. Principalmente quando se trata de tratar dores crônicas. Inclusive, o próprio Hospital das Clinicas (São Paulo) passou a oferecer a hipnoterapia como uma grande opção para complementar. Principalmente  no tratamentos de dores em pacientes acometidos por doenças graves, como o Câncer.

Outro ponto que merece destaque, é que a hipnose também vem sendo muito utilizada contra o combate de vícios nocivos. Dentre eles o tabagismo, por exemplo. Também é possível contribuir no tratamento contra a ansiedade, síndrome do pânico, estresses, depressão e demais transtornos psíquicos.

Algumas pesquisas recentes afirmam que a hipnose pode auxiliar por meio de efeitos fisiológicos. Há sinais de que o processo pode ser um grande aliado no tratamento focado para hipertensão. De fato, até mesmo problemas gastrointestinais, bem como no sistema imunológico.

Fascinante, não é mesmo?

Vale destacar que a hipnose exige aprofundamento! Muito estudo e técnica, e somente um especialista poderá utilizar todos os seus recursos de forma satisfatória e eficiente! – Algo bem diferente do que é revelado nos programa de televisão ou shows de mágicas, filmes, etc.

Se quiser se aprofundar mais sobre o assunto e entender mais sobre como funciona a hipnose, vale a pena conhecer o ISEC – Instituto de Psicologia Ser e Crescer que fica localizado em Copacabana, na cidade do Rio de Janeiro, tanto para buscar tratamentos focados como também ter acesso aos cursos disponíveis.

Veja mais em:

http://www.isec.psc.br

você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando....